3 motivos pelos quais o seu bullet journal não funciona

Desde que comecei o meu bullet journal, atingi o meu objetivo de ser uma pessoa mais organizada (can I get an amen!?). Mas eu percebi, na comunidade como um todo, que muitas pessoas não conseguem ir em frente com esse método de organização.

motivos pelos quais o seu bullet journal não funciona

E, claro, ele não vai funcionar mesmo se você o usar com um propósito diferente que não seja se organizar. Isso é muito importante: tudo na vida tem um propósito, se você usufrui de qualquer coisa fora disso, ela não vai ‘dar certo’, o fluxo fica travado. Com o BuJo não é diferente.

Com isso em mente, pensei em 3 motivos pelos quais o seu bullet journal não funciona.

Você quer que ele seja bonito (em excesso)

Tudo bem, eu também quero que o meu BuJo fique bonitinho. Mas obcecar com a imagem muda o propósito da coisa, que é ser funcional. Se vocês lembram, no primeiro post que eu fiz sobre o bullet journal, eu comentei que o projeto original do Ryder Carroll é muito simples (e bota muito nisso), justamente porque esse caderno tem quer servir um objetivo: ajudar você a se organizar.

O Pinterest é um lugar maravilhoso para buscar referências bacanas para montar o seu BuJo, mas também pode dar aquela bad olhar aquele tanto de desenho e layout lindos e não conseguir reproduzir igual. Isso desanima. Uma dica para reverter esse quadro é pensar sempre no que é mais útil: ter um milhão de desenhos na página ou registrar aquela receita que tão me passando aqui, ao vivo? Com o tempo, você vai pegando prática e se aventurando mais nas caligrafias e doodles. Mas não deixe o visual te desmotivar.

Você não cria um hábito

De nada adianta você criar o bullet journal mais lindo do planeta inteiro se você não cria um hábito de uso. Eu, por exemplo, deixo o meu sempre aberto do lado do meu computador. Como eu trabalho de casa, ele tá sempre ali do ladinho, aberto, e a primeira coisa que eu faço no meu dia é escrever tudo o que tem que ser feito nele. Assim não tem como eu não usar, entende? Tem que insistir, nas primeiras semanas pode bater aquela preguiça, você vai esquecer de anotar as tarefas do dia…. Mas é normal. Depois de um tempinho, fica mais fácil e mesmo que você esqueça de fazer o seu log do dia, você não sente aquele pânico. O hábito faz com que você lembre mais facilmente de tudo o que tem que ser feito na semana, mesmo se você não anota.

Você não tem um index

Sim, o bullet journal não segue um padrão exato, mas o Index é muito importante. Eu meio que não dava nada pra ele, até o dia que queria encontrar uma página específica e fiquei uma meia hora procurando no caderno inteiro até lembrar que eu podia ir lá no Index e achar a página em dois segundos. É uma ajuda mesmo, porque fica muito mais fácil você criar o seu BuJo conforme as suas necessidades, mas ainda assim não se perder em todas as coisas que você escreve.

Se eu estou apaixonada com o BuJo? Tô sim, senhor! Já são cinco meses usando todos os dias e é lindíssimo o quanto ele me ajudou. Para mim, montar o meu bullet journal virou uma terapia, é um momento que eu paro para definir o que é mais importante para mim (e para todos), o que merece mais a minha atenção em cada momento do dia, e uma forma de registrar um processo de transição que, como você bem sabe, tem sido incrível.

O que a gente pode tirar desse post é: não mude o propósito das coisas! Use o seu BuJo para se organizar e é isso que você vai ter como resultado. Esse é o foco, entende? E, no mais, monte o seu caderninho com carinho, com amor, que eu garanto que vai ser muito mais legal escrever nele todos os dias. Não faça dele uma ‘obrigação’, uma coisa chata e maçante, entende?

Ah, e isso não impede que você busque inspirações bacanas pro seu bullet journal, viu? Se você ainda não segue, eu montei um painel bem legal lá no Pinterest com um monte de páginas bacanas, ó:

Follow Maki’s board BULLET JOURNAL on Pinterest.

Você teve problema com algumas dessas coisas? Conseguiu resolver?

RELATED POSTS

12 Comments

  1. Responder

    Eduarda rosa

    março 26, 2016

    Oi Maki! eu fui avoada e comentei no primeiro post q achei perguntando se tu ainda usava o teu Bujo, e as respostas estavam nos posts… Desculpa! Bom, eu encontrei teu blog e como eu disse antes, super curti! obrigada por compartilhar tuas experiencias :3 beijinhos!

    • Responder

      Maki

      março 28, 2016

      Oi, Eduarda!
      Que bom que você curtiu, fico muito feliz em saber!
      Beijinhos e volte sempre! ♥

  2. Responder

    Kelly Barbosa

    março 23, 2016

    Muito obrigada! Ajudou-me a “desencanar”. Mesmo!!! Deus te abençoe!

    • Responder

      Maki

      março 23, 2016

      Que bom, Kelly! Fico feliz! :)

  3. Responder

    Aline

    março 22, 2016

    Oi Maki,
    Eu descobri o BuJo aqui HOJE, li seus posts sobre ele e acabei decidindo que quero um também! :)
    Gostei da forma como você montou o SEU, ficou lindo, organizado e prático (que é a ideia principal aqui, pelo que entendi) é é bem isso que quero pra mim. Adorei o Tracker e o calendário grande no começo do mês.
    Hoje minhas listas ficam no celular, o que funciona muito bem também, mas o BuJo envolve outras seções da vida e eu gostei bastante!
    Vou amadurecer a idéia e quem sabe não consigo me organizar com ele?
    Um beijo!

    • Responder

      Maki

      março 23, 2016

      Oi, Aline!
      Isso! Pensa no que é melhor pra você e pra te manter organizada!
      O BuJo é legal por isso, você pode colocar o que quiser nele, e englobar todas as partes da sua vida num mecanismo único! Por isso é legal!
      Depois me conta como foi!
      Beijos!

      • Responder

        Aline

        março 23, 2016

        Eu sou meio que apaixonada pelo Google Keep, não sei como vou me livrar dele. Mas tô buscando aqui uma forma de usar o BuJo e o aplicativo juntos e ao meu favor. Peguei um caderno que ganhei da empresa e comecei a rascunhar meu Bullet Journal (que vou começar em abril, já que ainda estou decidindo o que quero colocar nele.) mas estou empolgada. :)

        • Responder

          Maki

          março 28, 2016

          Nossa, não conhecia o Google Keep, mas eu realmente não me dou bem com aplicativos de organização. Sou muito analógico, preciso de papel e caneta. Se você sedá bem e consegue se manter organizada com o aplicativo, Às vezes não vale a pena mudar pro BuJo. Tenta ver o que funciona melhor pra você mesmo, viu?
          Beijinhos!

          • Aline

            março 28, 2016

            O Google Keep é bem legal, tem lembrete. Tem listas, eu me dei bem com ele, Mas ainda falta. Eu. Comecei a montar o BuJo e quando coloquei as metas do mês, o habit Tracker eu entendi que aquilo estava faltando na minha vida RS.
            mês que vem eu volto para contar se eu me dei bem com o Bullet Journal!
            Beijos.

          • Maki

            março 29, 2016

            Ahh entendi! Que legal!
            Volta sim!
            Beijos!

  4. Responder

    Lary Zorzenone

    março 22, 2016

    Olá
    Eu gosto de deixar o bujo bonito, mas penso sempre na praticidade. Sou mãe e não disponho de muito tempo livre então tem de ser bem prático.

    • Responder

      Maki

      março 22, 2016

      Oi, Lary!
      Pois é, praticidade é tudo, ainda mais se você tem que lidar com várias ‘frentes’, como familia, trabalho, etc. A ideia é ser fácil de usar mesmo!

LEAVE A COMMENT