eu virei o tipo de pessoa que toma proteína

agora eu tomo proteína

acho que eu já comentei em algum momento que eu tinha umas questões com alimentação. se não, lá vai: eu tinha algumas questões com alimentação. basicamente, eu me sentia inchada o tempo inteiro, eu sentia muito sono durante o dia e parecia que o meu corpinho tava sentindo falta de algumas coisas que são importantes pra ele (tipo vitaminas ou algo assim).

não é que eu comia de todo mal – apesar do desejo constante de jantar pizza todas as noites e encher a cara de chocolate depois do almoço dia sim, dia também, eu me alimentava bem ok. nunca fui muito de legumes e verduras, e eu era do tipo que se alimentava com os olhos e colocava muito mais no prato do que precisava de verdade, mas, fora isso, era uma alimentação bem razoável.

mas, de uns tempos pra cá, eu comecei a perceber que o meu corpo tava mais esquisito do que de costume. parece que ele tava fora do lugar e precisava de uma sacudida pra voltar a funcionar direito. tipo quando o computador travava e você precisava dar uns soquinhos na CPU pra ver se ele funcionava de novo (isso ainda existe?).

então, lá fui eu pro nutricionista. já tinha ido tantas outras vezes, e comecei e terminei inúmeras dietas diferentes (por conta própria, claro). mas, dessa vez, senti uma vontade diferente: queria cuidar do  meu corpo porque eu preciso dele pra cumprir a minha missão, pra fazer o que eu preciso fazer. ele tem que estar bem, sabe?

fui. conversamos. eu não como mal, só preciso ajustar algumas coisinhas e perder um pouco de gordura. agora eu tenho que comer exatamente as porções indicadas. toma também todos esses suplementos e vitaminas de manhã, em jejum, vai ajudar. um litro de chá de hibisco por dia e completa com água o que faltar, tá? toma proteína depois de treinar. sim, isso mesmo, proteína. em pó, daquelas que leva na garrafinha. e aprende a jantar, menina! nada de doce ou açúcar por enquanto, viu? esse primeiro mês a gente tem que dar um sacolejo no seu organismo mesmo, pra ele entrar no eixo. depois disso a gente vê.

e é isso. agora eu tomo proteína depois de treinar. quase não como carboidrato e zero açúcar. sigo tudo como ele falou (salvo alguns momentos de descanso aos finais de semana). já vejo uma diferença enorme (o sono sumiu, coisa doida). e a vontade de doce também caiu pra zero (minha TPM agradece). tô me sentindo bem melhor, mas principalmente, tô feliz de aprender a cuidar do corpitcho como ele merece.

quero falar mais sobre esse processo por aqui, mas ainda não sei como – ou o quê, exatamente! mas o mais legal vai ser o comparativo na minha próxima consulta. aí eu compartilho com você também, tá bom?

no mais: tem sido muito divertido pesar minha comida e descobrir que eu amo mamão papaya com canela (sério, você já experimentou essa combinação? é maravilhosa) e que tomar proteína não é tão ruim assim (mas evitem a de baunilha, #realoficial).

me conta: como é a sua relação com a comida? 

RELATED POSTS

10 Comments

  1. Responder

    Bia

    junho 22, 2017

    No meu caso é o contrário, eu não consigo dormir direito.. 😭 Provavelmente é algo relacionado à alimentação tbm, confesso que esses tempos dei uma relaxada. Comer parece fácil, mas tem que ter saco né? Ainda ,ais pra algo que é tão bom e a gent não quer controlar..

    Bjus

    • Responder

      Maki

      junho 22, 2017

      é que não pode ser visto como um sacrifício. se não fica difícil mesmo. é um cuidado com você mesma, sabe? pra mim fez tão bem que não consigo nem pensar em voltar a comer como antes…

  2. Responder

    Clara Rocha

    junho 14, 2017

    Eu tenho uma relação bem tóxica com a comida. Primeiro porque um dos meus maiores problemas é o fato de que eu desconto as coisas na comida. Tipo, eu não como mal. Pelo contrário, amo legumes, verduras e frutas. Amo mesmo, gosto mais dessas coisas do que de carne, meu problema é que eu muitas vezes, tenho boca nervosa. E tenho aquela necessidade complicada de ficar sempre mordendo e comendo alguma coisa. Eu tipo, nem estou com fome, minha barriga está bem satisfeita, mas eu estou lá descontando as cosias na comida! É fogo viu, é a mesma coisa, quando estou ansiosa, estressada, ou muito feliz.
    Fico comendo e comendo e isso não é bom, mesmo que eu coma banana o tempo inteiro. HAHAHA
    queria ter a oportunidade de ir em um nutricionista em algum momento.

    • Responder

      Maki

      junho 14, 2017

      afe, sim! entendo muito. eu era bem assim mesmo. total sem limites, sabe? comia muito mais do que precisava, mesmo sem estar com fome, mas só porque a comida tá na minha frente. é horrível e você se sente mal depois, né? ai, amiga, tenta juntar uma graninha, vale a pena mesmo ♥ quando você puder, vá! eu super recomendo!

  3. Responder

    Chell

    junho 14, 2017

    Cuidar da gente faz bem =D A disposição é outra!

    Cortar doce é uma meta de vida que tenho quando completar 30 anos. Dizem que é quando nosso metabolismo cai pela metade. Como todo dia, mas nada de doses cavalares. Sempre um pouco de tarde, lá pro lanche das 15 rssss Já não posso mais depois do almoço pra controlar anemia, ai já tá mais fácil.

    Boa sorte nas suas mudanças =D

    • Responder

      Maki

      junho 14, 2017

      olha, eu acho que é sempre válido consultar um médico. às vezes tem alternativas pro doce, né? meu nutri tirou porque esse primeiro mês de dieta é meio que um detox mesmo. não sei como vai ser mais pra frente. mas é isso mesmo. cuidar da gente faz muito bem ♥

  4. Responder

    Brenna

    junho 12, 2017

    Ameeei esse post. E acho que essa motivação que tens contigo, podes nos passar aos poucos. Compartilhar algumas receitinhas (de preferência rápidas e fáceis ) saudáveis, também alguma atividade física que faz e como se sente.

    Eu to numa batalha grande contra a compulsão alimentar que desenvolvi graças a depressão e essa porrada de medicamento.

    Vamos seguindo. Desculpa se pedi demais. Mas é que é o blog q mais acompanho, diariamente.
    Um xero bem potiguar! 😙

    • Responder

      Maki

      junho 13, 2017

      Brenna, super já tinha pensado em abordar esse pontos que cê falou. só não faço receitinhas porque acho que não tenho o jeito. em casa, quem cozinha é minha colega de quarto que manda muito bem! eu só como! AHAHAHAHA
      e, ó, força! eu também tive muita dessa compulsão, mas isso passa. pede ajuda e se cuida com carinho. não fica com raiva de você por causa disso, só dificulta o processo!

  5. Responder

    Wanila goularte

    junho 12, 2017

    É tão legal esse processo, né? Também fiz uma mudança na minha alimentação um tempo atrás e até gravei um vídeo sobre isso – mas ainda não postei. Mas é realmente muito bom perceber que a gente consegue passar um dia, uma semana e até mais sem comer doce e sem morrer por isso! hahaha E também ver a disposição, as mudanças no corpo… Vou adorar ler mais sobre seu ponto de vista :)

    • Responder

      Maki

      junho 13, 2017

      nossa, sim! a mudança é tão grande que o doce nem faz falta, sabe? é muito louco isso.
      e pode deixar que vou escrever mais sim ♥

LEAVE A COMMENT