Maki Entrevista: Karine, do Coffee Rock & Beer

Você que me lê sabe que eu jornalista. E sabe também que eu trabalho de casa e fiz uma verdadeira reviravolta na minha vida esse ano. No meio de tudo isso, tem uma leitora fofíssima do blog, a Marina (xêro, Mari!), que diz que eu sou uma inspiração para ela, e enquanto é difícil eu me ver como uma inspiração, conheci nos últimos tempos pessoas incríveis que podem levar esse título também.

A ideia de fazer entrevistas pro blog eu tenho faz tempo, mas demorei para colocar em prática porque não sabia muito bem o foco. Mas agora eu entendi: eu quero mostrar pessoas gente como a gente que fazem um trabalho incrível, ou que mudaram de profissão, ou que têm um hobby que pode virar profissão, ou que passaram por uma fase complicada e podem ajudar pessoas em situação semelhante. Sabe? Assim a gente constrói ainda mais essa nossa comunidade cheia de gente bacana e que tá aí pra inspirar esse mundo que a gente escolheu viver, às vezes tão escuro que parece que o melhor é terminar de apagar as luzes e pedir pro último a sair fechar a porta.

karine-britto

A entrevista de hoje é a lindíssima da Karine, do ótimo Coffe, Rock & Beer. Eu tive a chance de conhecer a K. na semana passada e o que ela tem de altura (ô, menina alta, meldels), ela tem também de fofura. A K. é arquiteta, mas tira umas fotos maravilhosas (sério, tirem um minuto pra ver o Instagram dela) e a gente conversou sobre um pouquinho de tudo, olha só:

Me conta, como você escolheu a sua profissão?
Bom, a verdade é que foi meio no “susto”, haha. Eu já tinha pensado em estudar várias coisas diferentes: moda (onde eu estava com a cabeça? Não que eu tenha algo contra, mas hoje é uma coisa que não dou a mínima), medicina veterinária (até ver o primeiro cachorro machucado), web designer (não sei porque desisti), fotografia (também não sei porque desisti). Quando eu estava com 16 anos, começou (de fato) a ~pressão~ de ter algo mais formado na minha cabeça, na época eu passei por uns problemas de saúde (estava com anemia) e comecei a me consultar com uma nutricionista. Me interessei pela área e resolvi estudar sobre isso (curso técnico). Quando terminei o primeiro semestre, eu já sabia que aquilo não era pra mim e larguei. Nessa mesma ETEC que estudei, tinha um curso de Edificações (pois é) e eu pensei: gosto de matemática, de desenho técnico, por que não tentar? Aí, entrei em um curso em que 95% da sala eram homens, indo contra tudo que eu já tinha pensando em fazer da vida, e amei. Nessa mesma época eu prestei o ENEM (sem grandes pretensões de passar, só pra ver como que era), e quando eu estava chegando no segundo semestre de Edificações, a surpresa: tinha conseguido uma bolsa integral pra Arquitetura, que era a última opção de curso que eu tinha colocado (como fazia Edi, eu achava que me daria melhor com Engenharia Civil, haha). Nisso eu fiquei um ano ainda finalizando o curso técnico em Edi à noite, e estudando Arquitetura no período da manhã.

E você curte o que você faz? Como é a sua rotina?
Logo que eu entrei pra faculdade eu senti bem a diferença entre estudar Edificações (uma coisa super técnica), e estudar Arquitetura. Nos primeiros semestres eu tive várias crises de “deveria ter esperado, estudado mais, e partido pra Engenharia”, mas com o passar do tempo fui pegando amor pelo curso. Atualmente, a minha rotina é a de escritório: trabalho durante a semana, horário comercial, e faço projetos de interiores. Essa área de decoração foi uma que jamais pensei em trabalhar na vida (e jamais pensei que fosse gostar), mas no final acabei pegando gosto pela coisa e por projetos desse tipo. O meu maior “problema” hoje em dia é que cansei demais da minha rotina (ou do escritório que estou, pra ser mais especifica). Sabe quando parece que você ficou estagnada em um lugar, aonde já aprendeu tudo que poderia e não vê mais caminhos pra seguir ali? Já tem um tempinho que venho me segurando e tentando organizar a minha vida ao máximo, pra poder partir pra outros caminhos (dentro da arquitetura, ou não) e tentar reascender esse amor, porque perder a motivação no trabalho é uma coisa bem complicada.

Eu sei que você também AMA fotografia… como você adquiriu esse gosto?
Muito! Minhas lembranças de pequena, e principalmente da adolescência, envolvem amor por fotografia. Sempre gostei de fotografar muito e qualquer coisa que aparecesse na minha frente. Acho que a fotografia é sua forma de mostrar sua visão pro mundo sobre as coisas/pessoas/lugares. Não sei como eu adquiri esse amor, na minha cabeça ele sempre esteve ali, hahaha.

As suas fotos são muito incríveis… Você já pensou em trocar de carreira e virar fotógrafa?
Obrigada <3 Sim, e essa vontade de mudar de carreira veio mais forte esse ano. Tem sempre uma voz na minha cabeça que fala pra eu investir nisso – além do incentivo de amigos/conhecidos.

Você também tem um blog, o Coffee,Rock & Beer. De onde veio a ideia de criá-lo?
Eu já criei tantos blogs nessa internet, que já perdi as contas. A verdade é que comecei a blogar com uns 12/13 anos, e desde então fui pulando de um lado pro outro, sem ficar muito tempo com um só. Até que ano passado eu resolvi tentar (mais uma vez) criar algo, mas eu queria que tivesse a minha cara e que eu pudesse falar sobre qualquer coisa (que fosse interessante pra mim). Aí resolvi juntar essas três palavrinhas pra representar alguns (dos muitos) vícios que tenho na vida. Acabou que deu muito certo, e voltar pro mundo dos blogs (e permanecer nele) foi uma das melhores decisões que tomei.

A K. ainda falou um pouquinho sobre o que ela faz quando se sente desmotivada e até deu um super conselho de carreira. Se você quer ler o restante da entrevista é só se inscrever na Newsletter do blog, que vai sair na sexta-feira! <3



 Curtiu a entrevista? Me conta o que você achou nos comentários!

RELATED POSTS

6 Comments

  1. Responder

    Lila

    novembro 19, 2015

    Maki! Adorei a entrevista! Acho excelente a idéia de abordar assuntos como superação,carreira,motivação!Vai ser tudo de bom!Bjos

    • Responder

      Maki

      novembro 19, 2015

      Que bom que gostou, Lila! Fico muito feliz <3

  2. Responder

    Chell

    novembro 18, 2015

    AHHH eu adoro ela!!! Adorei a entrevista!

    • Responder

      Maki

      novembro 18, 2015

      Ela é amor <3

  3. Responder

    KARINE

    novembro 18, 2015

    Ai, to emocionada <3
    Obrigada, Maki! Pelo convite pra participar desse novo projeto e nova fase do blog. Foi um amor te conhecer pessoalmente, assim como ter conhecido o desancorando (e todos esses seus posts inspiradores sobre a vida e autoconhecimento).

    • Responder

      Maki

      novembro 18, 2015

      <3 <3 o prazer foi meu!

LEAVE A COMMENT