4 tatuagens e 4 formas de ver o mundo

tatuagem é um troço que vicia – muito! eu fiz a minha primeira em 2011 e desde então já coloquei mais seis desenhos na pele. confesso que não penso em parar tão cedo, mas estou muito feliz com as sete que tenho até agora e queria compartilhar com vocês um pouco sobre algumas delas.

eu sou a única pessoa da minha família inteira que tem tatuagens e achei engraçado que, quando contei pra minha mãe, ela achou até divertido me acompanhar na primeira vez e ver de perto todo o processo. desde então, ela não foi mais comigo, mas dá risada e me manda mensagens surpresa toda vez que eu posto a foto de uma nova no Instagram.

então vamos, lá:

1.expecto patronum

Esse dia foi massa™ – (tem post sobre esse look lá no blog! LINK NA BIO)

A post shared by maki de mingo (@desancorando) on

Harry Potter sempre foi uma parte muito importante da minha vida. por muito tempo, eu encontrei nesses livros um refúgio pra solidão que eu sentia e acompanhei de perto cada um dos lançamentos – dos livros e dos filmes. me envolvi muito como fandom, escrevi fanfictions a respeito, li e reli os livros inúmeras vezes e até hoje tenho um carinho especial por tudo o que ele me trouxe. a minha primeira tattoo foi feita na semana seguinte ao lançamento do último filme da série – Harry Potter e as Relíquias da Morte – Parte 2. para mim, ‘expecto patronum’ é uma proteção, é um bálsamo, uma esperança. quando você acha que tá sempre sozinha, nada melhor do que buscar refúgio naquele lugar feliz e seguro na sua mente, onda a solidão não passa de uma ideia doida.

2.jamais desistiremos

às vezes, tudo o que a gente precisa é dessa lembrete: jamais desistiremos

A post shared by maki de mingo (@desancorando) on

acho que já falei algumas vezes por aqui que Romeo e Julieta é a minha peça predileta de Shakespeare. existe uma tradução que eu li quando fiz a Oficina de Teatro da Coexiste e que marcou muito, porque mostra como a intenção do autor sempre foi fazer com que as pessoas entendessem que existe muito mais da vida do que a gente conhece e imagina. ‘jamais desistiremos’ faz parte do prefácio e foi uma frase que me impactou tanto durante a oficina que até hoje eu leio e me emociono – é um lembrete da minha função no mundo e da minha essência.

3.flor de cerejeira

não teve do trio, mas teve foto minha tomando um balde de capuccino

A post shared by maki de mingo (@desancorando) on

a flor de cerejeira é a minha predileta, com certeza! essa tattoo foi tipo uma ode ao tanto que eu gosto e o tanto que fui influenciada pela cultura oriental em toda a minha vida. Sakura Card Captors sempre foi meu anime/mangá preferido (amo forte até hoje) e eu sempre adorei o simbolismo dessa flor: ela representa a frivolidade da vida no mundo, como as coisas passam rápido por aqui e como precisamos aprender a observar a beleza de tudo antes que seja tarde demais.

4.catavento

catavento, cata-sol, cata-chuva, cata até amor ❤

A post shared by maki de mingo (@desancorando) on

sabe a minha viagem pra França? então. na varanda da casa em que eu morei tinham vários cataventos e essa imagem – da varanda com os cataventos girando – ficou tanto na minha memória que eu decidi marcar essa viagem com uma tattoo também. claro, vocês já sabem que esse intercâmbio foi tipo uma montanha russa emocional pra mim, mas ainda assim, tiveram momentos de alegrar e lembrar deles me faz olhar pra essa experiência toda de uma outra maneira – com gratidão.

a tatuagem da flor de A Bela e a Fera (o meu xodó do momento) vocês já conhecem um pouquinho, né? mas, basicamente são essas que tem um significado mais marcante pra mim e que eu senti que seria legal de compartilhar com vocês.

você tem tatuagem também ou  já teve vontade de fazer alguma?