Beleza: Taylor Swift e Karlie Kloss para a Vogue

Semana passada (no começo dessa semana?, no ultimo mês? Tô perdida no tempo/espaço!) foram liberadas as imagens da nova capa da Vogue norte-americana, com Taylor Swift e Karlie Kloss na capa. Eu amo as capas dessa revista porque sempre tem um trabalho super intenso (e, algumas vezes, photoshop demais :/) e essa deve, com certeza, ser uma das minhas preferidas.

taylorkarlie-1

O que eu mais gostei? A beleza do ensaio! Nada de olhos mega marcados, batons super coloridos nem blush demais nas maçãs do rosto, mas um look mais natural, bem com cara de verão (apesar de ser inverno por lá agora) e que trabalhou muito o bronzer e o iluminador.

taylorkarlie-2

Combinado com os cabelos soltos e levemente ondulados,o visual geral do ensaio ficou com um ar tão natural que é difícil não achar lindo. Aliás, acho que isso colaborou muito para a vibe meio anos sessenta do ensaio, ou será que só eu vi isso?

taylorkarlie-3

Vocês curtiram?

Diário #12 – Sobre encontrar o caminho

Desde que eu comecei a escrever essa tag, tenho prestado muita atenção no que eu penso e no que eu sinto. Estranho, porque acho que, no geral, era isso que eu precisava fazer, nesse momento da minha vida. Às vezes, ficamos tão perdidos na boa e velha rotina – café-trabalho-cama – que esquecemos de parar e olhar em volta, de perceber o que está acontecendo ao nosso redor.

diario-12

Nas duas últimas semanas, mais ou menos, tenho me sentido muito inquieta, tentando entender esse momento, ao mesmo tempo que tento desapegar da noção de que eu tenho que estar no controle de tudo. Engraçado que, quando eu larguei um osso, ele apareceu naturalmente de volta pra mim, e essa foi uma das coisas mais maravilhosas que (já) aconteceu nesse breve 2015.

Tem horas que a gente fica desesperada tentando encontrar um caminho, buscar um lugar para ir, quando o que a gente precisa mesmo é sentar e deixar as coisas aparecerem naturalmente. ‘O que é seu está guardado’, sempre me disseram, e eu achava isso besteira até ver acontecer com os próprios olhos.

E digo tudo isso porque, mesmo assim, ainda tento entender o caminho que estou seguindo, onde ele vai me levar e o que eu posso aprender com isso. Cheguei a conclusão que, qualquer que seja, eu quero inspirar as pessoas a fazerem o mesmo, a encontrarem o seu caminho. Eu quero inspirar. Se no fim da vida, tiver inspirado pelo menos uma pessoa, já será uma vitória imensa. E, eu penso, talvez essa seja a minha missão no mundo, inspirar alguém. Seja um alguém só ou um estádio inteiro.

Dizem que todo mundo tem uma missão na Terra e, realmente, é estranho pensar que nós viemos pra cá sem motivo algum. Talvez essa seja a minha missão, inspirar as pessoas de alguma maneira a encontrarem os seus caminhos. Eu tô cada vez mais acreditando nisso.

E, verdade, enquanto eu escrevo continuo tentando encontrar o meu, se bem que, agora eu estou esperando ele se mostrar sozinho e torcendo pra que me leve para um lugar bom!

Séries que fizeram o queixo cair

Não sei se já comentei isso por aqui, mas eu sou muito, MUITO, viciada em séries de TV. De verdade, assisto tantas ultimamente que é difícil até mesmo eu me organizar e não perder nenhuma.

E, confesso, sou o tipo de pessoa que se envolve demais com a trama e não consegue controlar de jeito nenhum as reações que tem, o que rende muitos sustos na minha mãe e no meu irmão sempre que acontece alguma coisa bombástica.

Por isso, separei aqui algumas séries que me deixaram total de queixo caído, do tipo ‘não-acredito-que-isso-aconteceu‘. Ah, e lembrando desde já que esse post pode conter spoilers! Então se você não quer saber de nada, melhor clicar aqui e voltar para o Desancorando!

scandal

series-chocantes-1Sassinhora, eu preciso praticamente de um desfibrilador para assistir Scandal. Toda vez que eu acho que sei o que vai acontecer, como os personagens vão agir, eles me surpreendem completamente e me deixam xingando Shonda Rhimes (a criadora) daqui até a eternidade. Principalmente essa temporada mais recente, a quarta, que tem me impressionado a cada episódio. E, GENTE, como diabos eles vão resolver o problema da Olivia Pope agora é um mistério para mim.

series-chocantes-2Verdade, TVD é uma série bem água com açúcar, apesar de ter alguns momentos MUITO bons, mas o final da quinta temporada me deixou em choque por DIAS! Nunca imaginei que fossem fazer o que fizeram com o Damon, foi muito inesperado de verdade, e eu juro pra vocês que gritei como computador. Até porque, acabar o episódio no meio de uma frase é uma sacanagem sem tamanho.

series-chocantes-3E já que estamos falando de finais inesperados eu nunca, NUNCA, esperava o que aconteceu também no final da quinta temporada de Buffy, em que a bonita MORRE. Eu quase tive um treco quando vi da primeira vez e tinha meio que esquecido desse detalhe, porque quando fiz uma maratona da trama tive um segundo troço. Nunca achei que eles matariam a protagonista da série, mas, né, tinham mais duas temporadas encomendadas, então era de se esperar que ela não morresse de verdade. Ainda assim, foi um choque.

series-chocantes-4Deixei de acompanhar Grey’s tem algum tempo, mas se tem uma coisa que eu aprendi com essa série é que quando tudo vai bem demais, algum desastre chocante vai acontecer. Tipo, acidente de avião, JURA? Atropelamento por ônibus? Afogamentos? Tiroteios no hospital? Check, check, check e check. O coração não aguenta!

As que eu consigo lembrar que mais me chocaram foram essas quatro, mas vocês têm mais alguma para colocar na lista? Vejo tantas que, às vezes, é difícil lembrar de tudo o que aconteceu em todas! Scandal é que mais me choca ultimamente e toda semana eu quase morro durante os episódios! Vocês curtem?

Na Web #08

Ahem, ahem. Oi, gente, tudo bem? Afe, eu sei, tô com essa mania de fazer posts só pro começo da semana e esquecendo dos outros dias. Que péssimo! Isso porque eu prometi pra mim mesma que ia tentar postar pelo menos uma vez todos os dias, era o meu desafio desse mês!

Não que justifique mas a minha semana foi uma loucura e tudo o que eu conseguia pensar era em como eu queria dormir porque tava só o pó da rabiola. A verdade é que eu montei um super sistema de organização, mas eu esqueço de seguir quando fico cansada demais. OU SEJA, muitas coisinhas mais que eu preciso ajustar aí. Quem sabe agora como feriado de Carnaval eu não coloco a cabeça no lugar!

links-da-semana-8

Mas, vamos aos links de hoje:

1. Foda-se a motivação, o que você precisa é disciplina (alô, esse cara sou eu!)

2. A gourmetização da felicidade

3. Expectativa > realidade e as contas a pagar

4. Como mandar as expectativas dos outros pras cucuias e seguir seu coração?

5. 12 coisas pra fazer se você não está no clima de Carnaval

O que acharam?

 

Diário #11 – Sobre a mente (e bolos!)

Daí que eu estabeleci esse projeto de pequenas mudanças de vida que quero fazer – como eu contei aqui -, mas percebi mais uma vez que às vezes é muito mais fácil do falar.

diario-mente-e-bolos

Mudar hábitos pode parecer tranquilo na teoria, mas treinar a mente para mudar uma coisa que faz no automático todo santo dia é realmente um tanto quanto complicado. Por isso que dizem também que cair de novo em hábitos antigos é tão fácil. Eles, na verdade, nunca são verdadeiramente esquecidos.

Digo isso por conta de um assunto específico: alimentação. Comecei, no ano passado, uma dieta com acompanhamento médico porque queria, realmente, ser uma pessoa mais saudável. No meio tempo descobri duas coisas: 1. sou alérgica a proteína do leite, e 2. sou alérgica a glúten. Sim, você adivinhou, eu vivo de luz solar e faço fotossíntese na primavera.

Verdade seja dita, quando minha médica me disse tudo isso, fiquei muito focada em melhorar. Porque via isso tudo como uma doença, algo do qual eu pudesse, de verdade, melhorar. Mas a verdade é bem diferente. Ter essas alergias não significa que eu estou doente, apenas que o meu corpo não processa algumas coisas como processa outras e isso tem algumas consequências – muita enxaqueca, crises de rinite e sinusite, etc.

Por dois meses, segui a dieta à risca e NOSSA me senti mil vezes melhor. Acordava bem, eu tinha energia para  o dia, dormia muito bem, descansava de verdade…. Aí veio um trabalho extra e ficou difícil conciliar mais horas trabalhando com a rotina de fazer almoço todos os dias. Daí eu me dei um chocolate mesmo porque o dia merecia. Daí, quando eu percebi, estava tomando cappuccinos no Starbucks de novo. Quer dizer, bem fácil cair em hábitos antigos MESMO.

Desde que o ano virou, eu estou tentando (até agora sem muito sucesso) voltar para a minha dieta. Nem preciso dizer que minha médica me deu um (merecido!) puxão de orelha e eu brigo comigo mesma todos os dias para não cair em tentação. Curioso que a mente cria um monte de armadilhas para fazer com que a gente burle as regras. É um ‘só hoje‘, um ‘hoje o dia foi fogo, eu mereço‘, um ‘eu já comi tudo errado mesmo, que diferença vai fazer?‘. Fora que eu tenho a péssima mania de adiar tudo pra segunda-feira, o dia internacional ‘de hoje todos os planos saem do papel‘.

Aos poucos, eu acho, estou encontrando o caminho de volta e os benefícios aparecem um por vez apesar de a vontade de doce ainda ser maior que o prédio Empire State. Mas eu preciso encontrar em mim a vontade de querer mesmo essa mudança, esse novo hábito, caso contrário as desculpas vão se empilhar na minha frente no formato de um bolo de chocolate com cobertura (NHAMI!). Fora isso, também preciso perder – enfim – o medo e a preguiça da cozinha. Cozinhar dá um trabaaaaalho!