52 pontos: como funcionam as collections?

muito bem! a gente já passou por algumas das partes mais importantes do diário em tópicos: os logs diário, mensal e anual, o índice e até a legenda. porém, dá para perceber que essas partes principais, por mais versáteis que sejam nesse caderninho que a gente monta à mão, podem ser encontrados em ou adaptados para um planner ou agenda, num é? então.

é aí que entra um dos principais motivos que fazem do bullet journal um método tão legal. a combinação desses itens que eu citei ali em cima só funcionam tão bem nesse método por dois motivos: 1) você cria um layout pra cada um deles, que funciona exatamente do jeito que você precisa; 2) essa mobilidade de um caderno em branco abre espaço para as collections. e, se você leu o título desse post, sabe que essa última parte é o tema de hoje.

uma collection é toda e qualquer página de anotações que não tem relação com o seu log diário, mensal ou anual. tipo, vamos supor que você é como eu e quer anotar os livros que você leu no ano. daí você abre o seu caderninho e monta uma página só pra isso, coloca ali uma listinha, estabelece uma meta ou os nomes dos livros que você precisa ler. essa página é uma collection.

um outro cenário-exemplo: você tem uma reunião super importante no trabalho e percebeu que vai precisar anotar algumas informações. daí você pega o seu diário em tópicos, abre uma página em branco e começa a escrever ali o que foi falado de mais relevante. isso também é uma collection.

deu pra entender que collection é toda página que você coloca no seu bullet journal com anotações além-tarefas diárias e compromissos? deu, né? (se não deu, me chama nos comentários!)

pois bem, a questão toda é: cada vez que você cria uma página nova, você precisa colocar os conteúdos dessa página no seu índice, porque é isso que faz o sistema funcionar. você tem essa flexibilidade de anotar as coisas onde for, sem se preocupar com a ordem, mas precisa ter tudo junto num lugar só pra ser de fácil acesso e as informações não se perderem.

assim, quando você quiser encontrar aquelas anotações da reunião importante, olha no índice a página em que ela tá e volta lá para checar o que precisa. é por isso que informações mais básicas, como uma lista de mercado ou de roupas que você vai levar para uma viagem, não necessariamente entram para o seu índice, apesar de que podem ser consideradas collections. você coloca lá só o que é realmente importante para você e que você sabe que vai precisar checar de novo em algum momento no futuro.

ou seja, tanto faz onde você escreve a sua lista de livros – se é no meio de uma semana ou depois do seu planejamento semanal, no meio do mês -, desde que tudo esteja anotado direitinho no seu índice. é assim que o diário em tópicos funciona, entendeu?

e você pode fazer collections para milhares de coisas, tipo:

collections bullet journal

  1. coisas incríveis que você fez num dia (eu fiz uma pros primeiros 18 dias de janeiro, lembra?)
  2. séries que você está acompanhando
  3. livros que você leu no mês
  4. métricas das suas redes sociais
  5. ideias de posts
  6. brain dump (uma página pra anotar qualquer coisa que passe na sua cabeça)
  7. páginas de diário
  8. anotações de um livro incrível que você leu
  9. dicas para estudar melhor (ou conseguir ser mais focada no trabalho)
  10. anotações de uma reunião no trabalho
  11. anotações de um documentário que você viu
  12. frases do seu livro favorito
  13. uma frase incrível que você viu por aí
  14. coisas que você ama fazer num dia chuvoso
  15. coisas que você ama fazer no inverno
  16. coisas que você ama fazer no verão
  17. memórias do seu mês
  18. pontos altos do seu ano
  19. coisas pelas quais você é grata
  20. seus tipos de chá / café favoritos

tá vendo? não tem uma regra (mesmo!). você pode criar uma collection sobre qualquer coisa que quiser. o principal é saber se aquilo é importante o suficiente pra você colocar no seu índice e não perder essa informação no meio de todas as outras depois.

você costuma criar collections no seu bujo? sobre o quê?

52 pontos banner

 

52 pontos: como funciona o daily log?

como funciona o daily log

oba! finalmente a gente chegou na parte mais prática do diário em tópicos, o daily log. é aqui que você vai escrever as suas tarefas diárias e onde a ação acontece de verdade, sabe? onde a sua organização sai da teoria para entrar na parte ‘mãos na massa’ (tô aqui toda trabalhada nos clichês e romantismo com esse assunto!).

mas eu acho que o log diário é a parte mais legal do bullet journal, porque é onde você tem mais contato com o método. se não deu para entender nas entrelinhas, eu explico um pouquinho melhor: o daily log é a parte do seu caderno em que você separa os dias e as tarefas que vão em cada um deles. a questão que mais confunde as pessoas em relação à isso é:

existem milhares de jeitos de fazer um daily log.

se você faz um planejamento semanal, como eu contei no último post do #52pontos, você sabe que o seu daily log é diferente, e as datas já são pré-definidas para você encaixar as tarefas da semana.

a versão original é um pouco diferente. quando você acordar na segunda de manhã, vamos supor, você vai pegar o seu caderninho e escrever na primeira página em branco ‘segunda, dia 05’. embaixo desse título, você vai colocar as tarefas do seu dia, levando em consideração o seu log do mês e o seu log do ano. quando esse dia acabar, você vai usar o espaço que sobrou da página ou pegar a próxima página em branco para montar o dia seguinte.

e o processo é o mesmo: ‘terça, dia 06’ > olhar o log mensal > listar as tarefas do dia > checar se sobrou alguma tarefa do dia anterior e passar para o atual > fim do dia > ‘quarta, dia 07’ > olhar o log mensal > listar as tarefas do dia >…

é mecânico mesmo.

e existem mesmo muitos formatos de montar o seu daily log. podem ser todos dias da semana numa página só, divididos em duas páginas, um dia por página, com título grande, título pequeno, com um tracker diário… as opções são infinitas!

tem gente que faz tudo mega elaborado, e um dia no diário em tópicos tem milhares de informações diferentes (inclusive a temperatura do dia e o tanto de horas que você dormiu ou trabalhou). outros são super simples e minimalistas, só com as informações que importam mesmo. varia muito conforme o seu propósito e o tempo que você tem disponível para montar um daily log.

tanto faz mesmo o jeito que você monta o seu dia, mas ele precisa ser confortável e estar de acordo com a sua rotina e o que você faz no seu dia a dia, o tempo que tem disponível para isso e, claro, a sua vontade de fazer algo mais trabalhado ou mais simples (e nada te impede de começar no simples e evoluir pro elaborado depois).

o principal, porém, é esse movimento de você anotar as tarefas diárias, o que você precisa fazer ali, naquele momento, e usar o log diário para fazer exatamente o que está anotado. é assim que o método funciona, entende?

se você usa o seu diário em tópicos para outras coisas, como para tirar pensamentos da cabeça, trabalhar o seu lettering ou anotar coisas que gosta de ver durante o dia, o funcionamento desse log pode variar também – e aí você pode montá-lo conforme tem vontade. não é uma prisão, entende? por isso que esse é um sistema sem regras. ele tem uma base que você adapta conforme as suas necessidades.

que tal mostrar pra gente como é o seu daily log? posta uma foto no Insta com a hashtag #meus52 pra gente ver! ♥

52 pontos banner

52 pontos: quando (e como) usar um habit tracker

habit tracker

se você acompanha o blog há um tempo, sabe que eu já falei (bastante) sobre habit tracker neste post. porém, como a ideia é que o 52 pontos seja um projeto bem completo – e como esse é um assunto que gera muita dúvida – decidi que valeria a pena falar sobre ele aqui de novo.

a função do tracker é muito mais fácil de entender do que as pessoas imaginam: tudo o que ele faz é te ajudar a prestar atenção em alguns hábitos da sua rotina. ele funciona só para coisas que você quer fazer todos os dias, ou com uma frequência grande, e que não necessariamente precisam entrar no seu daily log.

é assim: vamos supor que você quer começar a caminhar 30 minutos todos os dias. coloquei caminhar porque ir na academia gera um monte de sensações esquisitas aí nesse seu corpinho (também conhecida como ranço ou preguiça). daí, ao invés de escrever no seu diário em tópicos, todos os dias, que você vai caminhar 30 minutos, como se fosse uma tarefa, você monta um tracker e coloca uma linha assim ‘caminhar 30 min’.

a natureza do tracker é ser uma tabela com todos os dias do mês, por isso, toda vez que você cumprir essa tarefa, você vai lá e marca uma bolinha. se você cumpriu também no dia seguinte, faz mais uma bolinha. se não foi no outro, deixa em branco… e assim por diante.

‘meu Deus, Maki, mas pra quê todo esse trabalho duplo?’

porque o tracker tem um objetivo motivacional, sabe? é tipo aquele sistema do Jerry Seinfeld, de você marcar todos os dias que faz alguma coisa num calendário e não quebrar a corrente de ‘X’s que faz lá sempre que cumpre a tal tarefa. você se sente motivada quando percebe que está conseguindo cumprir esse hábito todos os dias.

ele também pode te ajudar a ter uma visão geral de coisas que você está fazendo e que são um ponto de atenção na sua rotina. por exemplo, eu percebi que estava tomando muito café durante o dia, daí coloquei uma linha para ‘café’ no meu tracker e comecei a marcar quando eu estava tomando e quantas xícaras (eu colocava o número em cima da bolinha ou só o número). isso me ajudou a perceber que o consumo estava alto demais e que talvez fosse o momento de mudar esse hábito – o mesmo para dias em que eu comia fora de casa e para o número de vezes que eu usava serviços como o Uber.

resumindo: o habit tracker é uma ferramenta que traz consciência pra coisas que você faz ou quer fazer no seu dia. por isso é tão legal pra te ajudar a adotar novos hábitos ou tirar aqueles que não te fazem bem, sabe?

daí, tem evoluções pra essa ferramenta. algumas pessoas usam o tracker para cuidar da saúde mental, anotam o humor delas diariamente e pequenas tarefas que são importantes pra quem tá passando por uma depressão. vale de tudo, de arrumar a cama até escovar os dentes, depende do que você precisa e o que vai criar em você essa sensação de motivação e realização, tá bem?

existe um tipo de habit tracker perfeito?

puxa, aí você me pegou. mas, se eu puder responder sinceramente, eu diria que não. como tudo no diário em tópicos, você precisa testar para saber o que funciona para você. eu costumava fazer um tracker mensal, antes do meu daily log, com todos os dias do mês e tudo mais. mas aí parou de funcionar porque eu esquecia de ver e não completava as bolinhas!

agora, eu uso um tracker semanal e isso salvou a minha vida, porque ficou muito mais fácil de ver, de completar e de ficar mais consciente sobre o que eu estou fazendo e com que frequência. essa semana, o meu tracker tem as seguintes linhas: uma pros dias que eu postei no blog, pros que eu postei no Instagram, pros que eu chequei a minha conta bancária (alô, finanças bagunçadas!), uma pros dias que eu vi um vídeo no Youtube (tô com uma meta de acompanhar duas youtubers esse ano!) e um pros dias que eu li alguns minutos.

brincando com recortes, colagens e frases de O Rei do Show ✨

A post shared by maki de mingo (@desancorando) on

tá vendo? dá pra colocar de tudo mesmo! depende só dos hábitos que você quer manter no seu dia e aqueles que você quer tirar. a minha sugestão: não faz a louca de mudar a rotina inteira e colocar mil linhas no seu tracker de um dia pro outro. começa escolhendo coisas que você quer monitorar (tipo eu com os posts do blog) e coloca uma ou duas coisas novas que você quer tentar colocar na rotina. quando essas coisas novas se estabelecerem, daí você pensa em outras. ok?

ah, e pra te ajudar a montar o habit tracker, a Dudinha criou um freebie fabuloso, com adesivos para você colar no seu habit tracker! se você imprimir e usar, não esquece de mostrar pra gente com a hashtag #meus52, ok?

CLICA AQUI PRA BAIXAR O FREEBIE FABULOSO

me conta: o que tem no seu habit tracker?

52 pontos banner

52 pontos: como funciona o planejamento semanal?

planejamento semanal

se você me acompanha nas redes sociais (ou, pelo menos, no Instagram) já sabe que eu uso um planejamento semanal no meu diário em tópicos. aliás, eu até fiz um vídeo falando um pouquinho sobre isso, que você pode ver clicando aqui.

o planejamento semanal não necessariamente é uma parte obrigatória do bullet journal, mas senti que seria interessante falar sobre ele antes do daily log para mostrar que existem formas diferentes de você se organizar usando esse caderninho. esse tal planejamento é, justamente, uma outra maneira de você acertar o seu dia a dia.

diferente do daily log (que a gente vai entender melhor no próximo post), o planejamento semanal olha para a sua semana e não para o seu dia. ou seja, ao invés de pensar na organização dia a dia, ele usa um esquema semana a semana.

mas Maki, como é que funciona essa coisa de planejamento semanal?

você pensa primeiro na sua semana, ué! é bem como o nome diz mesmo, você vai colocar no seu caderno um layout que priorize a semana e não os dias. ou seja, talvez você faça como eu, e pense primeiro na lista de tarefas pessoais / de trabalho que tem que fazer e coloca tudo numa página, depois coloca os dias da semana na página ao lado e distribui as tarefas dessa primeira lista que você fez em casa respectivo dia.

planejamento semanal

é diferente só do daily log, em que você pensa dia a dia as tarefas e eventos que você precisa fazer / comparecer. você tem uma visão maior da sua semana e quais dias estão mais lotados ou mais tranquilos. eu trabalho com demandas mais imediatas (sou jornalista e entrego matérias em curto prazo, na mesma semana ou no mesmo dia), por isso é mais fácil eu pensar nas minhas tarefas da semana do que no dia a dia ou usando um sistema mais amplo, como um log mensal ou um log anual.

o que eu acho mais interessante em fazer um planejamento semanal é que você pode agregar outras coisas, como um habit tracker, e medir a sua evolução semanalmente. eu acho que fica beeeem mais palpável do que uma visão do mês todo – aliás, eu costumava fazer um habit tracker mensal, mas ele parou de funcionar para mim porque eu sempre esquecia de completar as datas e coisas que tinha que anotar ali. com o tracker semanal, eu dificilmente esqueço de olhar para esses hábitos que quero colocar na rotina e manter.

dá pra perceber que o bullet journal vai afunilando a sua visão? tipo, primeiro você começa no ano, depois vai pro mês e depois pra semana ou dia. Você fica mais organizada porque tem uma visão macro das coisas e depois aplica tudo isso no micro. independentemente de usar um planejamento semanal ou a versão original, com um daily log, o mais importante é saber que você vai colocar no papel absolutamente tudo o que você precisa fazer, e tirar da sua cabeça aquele barulho mental do dia a dia para conseguir focar no que importa de verdade.

eu sou muuuuuuito fã do planejamento semanal, e ele me ajudou demais a ficar mais organizada e ter uma visão mais ampla do que eu preciso fazer. acho que dificilmente mudaria esse esquema que tenho hoje, a não ser que alguma coisa mude muito na minha vida profissional – mas, ainda assim, acho difícil mudar a ponto de eu precisar voltar pro esquema dia a dia. é óbvio que qualquer pessoa pode fazer esse tipo de planejamento, mas tenha em mente sempre que você precisa encontrar o que se adapta melhor ao seu dia e as suas necessidades, ok?

aqui, o foco é sempre esse: você coloca no papel o que tem pra fazer nos sete dias da semana e aí encaixa cada tarefa nos dias, como um quebra-cabeça – assim, você também tem uma ideia melhor dos dias que estão mais corridos e os que estão mais tranquilos e consegue lidar melhor com eventualidades ou remanejar as suas tarefas para não ficar tão pesado, sabe? é tudo uma questão de paciência e carinho na hora de planejar. mas com essa noção mais aberta de como vão ser os seus dias, fica difícil não conseguir ter uma semana mais de boa, sabe?

você costuma usar o planejamento semanal? me conta como você monta o seu?

52 pontos banner

52 pontos: o que é e para que serve um log mensal (a.k.a monthly log)

log mensal

tá bom: há algumas semanas a gente começou a conversar um pouquinho melhor sobre como cada parte do diário em tópicos funciona (clica aqui se você ainda não leu os outros posts dessa série maravilhosa!), e hoje – finalmente – começamos a falar de uma das partes mais populares dele.

por mais que o future log seja mega importante para algumas pessoas, para tantas outras ele não funciona – é aquela tal coisa de trabalhar com muitos eventos e prazos longos e nem todo mundo tem um trampo (ou uma vida) que é tão pré-planejada desse jeito. mas o log mensal, ou o monthly log, é o tipo de página que funciona para praticamente todo mundo no planeta (juro!).

se você não sabe o que ele é, exatamente, eu explico: o log mensal é tipo um planejamento do mês. é uma página em que você vai escrever todos os dias do mês e as entregas e eventos que vão acontecer ali. é diferente do future log – a gente não olha tão para frente, mas para o nosso mês e o que tem de importante nos 30 dias seguintes. tipo, se você tem um casamento para acontecer no meio do mês ou se tem que fazer uma apresentação no trabalho no dia 25, você anota ali e isso vai ser importante para o seu log diário mais para frente.

então, é mais ou menos assim: vamos montar um monthly log para o próximo mês. as letras do lado esquerdo indicam os dias da semana, e os números, os dias do mês. fazer nesse esquema de lista é o tradicional, na versão do bullet journal desenvolvida pelo Ryder Carroll, e é esse que eu vou ensinar para você saber o básico, antes de sair por aí arrasando nos calendários feitos a mão (caso eles funcionem para você, claro!):

Janeiro 2018
S 1 – almoço de ano novo na casa da Duds
T 2
Q 3
Q 4
S 5 – amigo secreto (atrasado!) da galera
S 6 – pagar conta de celular
D 7
S 8 – volta ao trabalho!
T 9
Q 10 – pagar o aluguel
Q 11 – jantar de aniversário da Déa
.
.
.

e assim por diante. deu para entender a mecânica, certo? você anota ali todo e qualquer compromisso ou data importante para você, para ter uma visão geral de como está o seu mês e quais são os seus prazos. por um tempo, o log mensal foi o meu melhor amigo, e eu usava muito para saber das minhas entregas de matérias e reuniões externas. eu até costumava postar no Instagram os meus calendários, lembra? agora, depois que rolaram algumas mudanças profissionais, o melhor para mim é montar as minhas semanas – e não pensar no mês – e por isso deixei de usar esse tipo de formato para me organizar semana a semana.

antes de sair por aí vendo milhares de referências no Pinterest e achando que você não tem ‘talento’ para fazer um montlhy log decente, eu aconselho você a começar pelo básico, como eu mostrei ali em cima. pega uma página, coloca os dias do mês identificados junto com o dia da semana, anota as coisas mais importantes que vão acontecer nos próximos 30 (ou 31) dias e pega o hábito de olhar esse calendário todo dia.

quando isso acontecer, você pode começar a buscar um formato que melhor se encaixe ao que você precisa (e lá na minha pastinha de #bujo no Pinterest tem um montão de inspiração). mas não é difícil, certo?

aproveitando que estamos na última semana do mês (e que esse é o último post do #52pontos DO ANO), eu e a Duds pensamos que seria muito legal ajudar você a montar o seu diário em tópicos para 2018 cheio de coisas lindas e inspirações maravilhosas. e ela, que é muito talentosa, criou um pacote de bordas, doodles e títulos de dias da semana para você imprimir, recortar e colar onde quiser! ah, a inspiração veio da cor do ano da Pantone, a ultra-violet, e o tema é o universo, então fica mais legal se você imprimir colorido, viu? (mas nada te impede de imprimir em preto e branco e pintar como você quiser!).

como esse é um pacote especial de fim de ano, um presente nosso pra você, a gente pede só que você ajude a gente divulgar esse trabalho tão incrível trocando o freebie por um tuíte. pode ser? nem é tão difícil assim, vai? é só clicar no link aí embaixo:

CLICA AQUI PARA BAIXAR O SEU FREEBIE FABULOSO

ou nesse botãozinho azul:

ah, e promete pra mim que você vai compartilhar o seu log mensal de janeiro usando a hashtag #meus52 no Instagram? assim a gente consegue ver, curtir e comentar também! vamos nos ajudar a ter um mês maravilhoso, já começando com essa organização super fofinha?

deu para entender como funciona um log mensal?

52 pontos banner