chegadas e partidas e um filme para ver no Natal

simplesmente amor

o mais incrível do projeto detalhes desse mês é que eu precisei me desafiar muito para encontrar coisas que eu curto nessa época do ano. foi um pouco estranho perceber que eu não tenho exatamente uma tradição natalina (a não ser comer rabanadas. eu amo rabanadas). mas tem uma coisa que eu gosto muito e que sempre faço, independente da época do ano: rever filmes natalinos. 

acho que o preferido é, e sempre será, Simplesmente Amor. é aquele filme que eu assisto sempre que passa na TV, já sei o discurso de abertura do Hugh Grant de cor e eu amo – amo amo amo amo amo – a ligação que eles fazem entre o amor e os aeroportos.

na verdade, eu tenho um carinho especial por aeroportos (e você vai entender melhor porque na semana que vem), mas é que tem uma vibe, sabe? uma coisa de reencontros. de expectativa. tanto pra conhecer um lugar novo quanto pra encontrar alguém que você não vê tem um tempo. eu observo as pessoas nos portões de desembarque e me dá um quentinho no coração pensar que daqui a pouco vai passar alguém por aquela porta automática que vai fazer outro alguém pular de alegria ou abrir um sorrisão.

eu amo aeroportos.

e amo que esse filme faz uso disso para falar sobre o amor, sabe? eu adoro as histórias que se entrelaçam (mas a do Sam continua sendo a melhor de todas), a cena do Hugh Grant dançando na casa do primeiro ministro (esse cara sou eu) e até o Colin Firth falando um português super enrolado se declarando pra Aurelia (tão fofinho os dois tentando se entender, gente).

simplesmente amor

aliás, apesar de curtir tanto a história do primeiro ministro com a secretária, o meu personagem preferido é o Sam. a conversa dele com o Daniel naquele banco, falando sobre a total agonia de estar apaixonado não poderia deixar de ser mais sincera e verdadeira. a gente meio que esquece o que significa amar alguém, às vezes, e que não existe idade pra isso acontecer, né?

pra mim, esse filme é tipo um carinho. um aconchego. uma lembrança que o amor está em todas as coisas, o tempo inteiro, e que de vez em quando a gente se engana sobre as pessoas e o que elas pensam. acho que a história da Juliet com o Mark é a maior prova disso, né? ela tinha certeza que ele não gostava dela… e ele lá, tão apaixonado quanto o Sam.

é um lembrete também da gente ser mais gentil, sabe? e grato pelo o que a gente tem. não dá pra ver um filme desses e não pensar em tudo que a nossa vida tem de legal, tudo que ela tem de incrível. é fácil deixar isso de lado, né?

enfim, pensando agora, acho que sou uma dessas pessoas que amam filmes de Natal, que gosta das historinhas água com açúcar, do beijo à meia noite, da reconciliação na hora da ceia, da troca de olhares quando as pessoas tão comemorando a chegada do ano novo… tem uma coisa de querer ficar junto, um carinho, que a gente meio que deixa de lado nos outros dias do ano.

sei lá. pegou pra mim agora essa coisa da gente se reencontrar. é o portão de desembarque outra vez, sabe? é fazer questão da presença de alguém na nossa vida, é ir lá esperar por ela com uma plaquinha de ‘bem-vinda de volta!‘ e os braços abertos. é não afastar quem a gente ama só porque a situação parece difícil. é querer demonstrar o quanto a gente gosta de alguém sem medo. é falar o que tá no coração e buscar aquela sensação gostosinha de que tá tudo bem.

me conta: qual o seu filme preferido de Natal?

este post faz parte do projeto detalhes, uma blogagem criativa criada por desancorando + sernaiotto +serendipity  saiba mais sobre o projeto clicando aqui e confira os posts já publicados aqui.

projeto detalhes novo

4 comentários

  1. Acredita que eu nunca assisti esse filme? É sério, eu realmente nunca assisti esse filme. Não sei porque nunca fiz isso, talvez eu sempre tenha deixado de lado e aí consequentemente desistido de assistir por causa disso, mas agora que você fez um post inteirinho sobre ele, me deu uma vontade de assistir, um quentinho no coração. ♥

    1. Maki respondeu Clara Rocha

      ai, Clarinha, veja. ele é tão amor! eu sou muito apaixonada mesmo ♥

  2. Maki vocês vão colocar mais blogueiras no projeto de vocês? Queria muito participar rsrsrs
    Bjimm

    1. Maki respondeu Gardenya Barbosa

      oi, Gardenya! a gente não sabe se vai abrir ou não esse projeto. mas o Amorzices é liberado pra todo mundo, você já viu? se algum dia isso mudar, a gente avisa ♥

deixe seu comentário