o que mudou no meu bullet journal de setembro

bujo setembro

eu comentei em algum lugar nas redes sociais que ia mudar o meu bullet journal esse mês. aliás, neste post aqui sobre organização eu já comecei a explicar que algumas coisas mudariam. a primeira semana completa de setembro passou e eu já adotei algumas novidades pra me ajudar a ter semanas mais tranquilas e menos confusas, e quis compartilhar tudo isso aqui com você.

1.agora eu faço um planejamento semanal

é assim, quando eu mostrei como monto o meu bujo, eu expliquei que fazia dia por dia, porque achava que funcionava bem pra mim. hoje eu sinto que isso mudou – e tem um motivo: eu comecei a ter uma carga de trabalho um pouco mais exigente e estava me confundindo nos dias e entregas. some a isso a minha falta de vontade de ficar indo e voltando no calendário do mês e até as minhas metas estavam esquecidas. agora, eu olhei para essas metas (que são bem realistas e pé no chão) e estou separando todas por semanas. no começo de uma semana nova, eu coloco um quadrinho com o que precisa ser feito nos próximos sete dias e distribuo nesse período conforme os prazos e a disponibilidade. já adianto que funcionou muito bem e eu vou continuar assim.

2.eu monto os dias com antecedência

esse novo método tinha uma pegadinha: eu podia muito bem escrever lá as minhas tarefas pra semana, não olhar e continuar montando os dias conforme eles chegavam. no fim, não ia mudar nada. por isso, agora eu adotei o hábito de montar a semana com antecedência. já deixo os dias com um número de linhas pré-determinado e já meio que distribuo as tarefas e compromissos antes. isso me ajudou DEMAIS a tirar aquelas tarefas do quadrinho semanal e, de fato, organizar os meus dias pra colocá-las entre as tarefas do dia a dia. daí eu dependo só da minha vontade de procrastinar pra cumprir ou não o que tá escrito ali (mas isso é assunto pra outro post).

bullet journal setembro

3.eu levo a sério o que eu escrevo

não que eu não levasse antes, mas essa coisa de deixar algumas tarefas pré-determinadas me colocou num lugar de ‘ou eu levo isso a sério e cumpro o que eu escrevi ou sigo empurrando com a barriga e me sentindo mal comigo mesma‘. como o bujo é uma ferramenta pra ajudar e não pra atrapalhar, eu tomei uma decisão muito honesta de levar a sério o que eu coloquei ali. se tá escrito pra mandar o email X no dia Y, eu mando. se é pra terminar de ler o livro no dia Z, eu termino. é óbvio que tem toda uma questão de flexibilidade e saber lidar com as coisas que aparecem ‘de repente‘, mas é um compromisso que eu assumi comigo mesma, sabe? e ficou fácil assim porque eu fui muito lembrada do meu propósito,e tudo o que eu tô colocando ali tem a ver com isso também. daí, pronto! funciona ♥.

ah, pra ajudar a entender tudo direitinho eu até gravei um videozinho, olha:

basicamente, é isso! nada elaborado demais, só alguns ajustes pra coisa ficar mais fluída e gostosinha de fazer. sigo fazendo anotações mil nas margens e no meio do caminho (só que agora elas ficam entre as semas e não entre os dias) e esquecendo de colocar os números das páginas no índice (alguém me ajuda, pelo amor!).

me conta o que tem de diferente no seu bujo?

9 comentários

  1. Adorei ver um pouquinho das suas mudanças, e o vídeo ficou super legal! tô meio triste com o meu :/ eu uso uma agenda (mas no estilo bujo) pro trabalho e tenho trabalhado tanto, que quando chega a noite só estudo e nunca tenho ânimo pra fazer as tarefas que me proponho a fazer no meu bujo, acredita? já tem uns três meses que tô usando bem menos por isso, mas vou tentar mudar! seu post me animou, hahah

    1. Maki respondeu Wanila goularte

      Wanila, acho que você pode adaptar o seu bujo pra essa nova fase. tem que ser importante você pensar em qual a sua prioridade agora e como as outras funções vão girar em torno disso, entende? e aí ir montando conforme fica mais fácil e prático pra você. às vezes, tentar um planejamento semanal pode funcionar MUITO bem pra você.

  2. Ahh, amei o vídeo, Maki! Tô usando meu bujo desde março desse ano e ele tem me ajudado bastante! Já percebi o que funciona e o que não funciona pra mim, então tô pensando em dar uma mudada no meu layout mês que vem. Eu estava pensando em fazer um planejamento semanal como o seu, mas ainda não sei se vai funcionar pra mim. Então eu tô fazendo ele em um post-it e colocando do lado dos dias. Se eu achar que ele faz alguma diferença positiva, no mês que vem ele estará oficialmente no meu bujo (ao invés de provisoriamente no post-it). Enfim, sempre adoro suas postagens sobre o bullet journal ♡ queria só ter essa caligrafia linda como a sua hahah!

    1. Maki respondeu Tatyanna Gois

      ahhh, que legal, Taty! o bom do bujo é isso mesmo, você pode adaptar e fazer o que você sentir que funciona mais pra você. o planejamento semanal tem sido incrível pra mim, e eu tô me sentindo muito mais produtiva e focada com ele ♥
      e olha, essa caligrafia foi treino, viu? muitas horas escrevendo no caderno e testando umas coisas diferentes ahuhauha

    1. Maki respondeu Lívia

      é muito maravilhoso, não é? ♥

  3. Yvi comentou:

    Eu uso bujo há um ano. Minha foi interrompida em junho de 2016, voltei do hospital em setembro e quando vi meu bujo vi o quanto eu planejo tudo! Funciona até hoje pra mim. Não vivo sem.

  4. Su comentou:

    eu fico MUITO frustrada com o meu, sabe?? até fiz um post no meu blog que o bujo não serviu pra mim e tal mas quanto mais leio e vejo vídeos sobre, mais vejo que eu tava fazendo errado (ou pelo menos errado pra mim). eu também deixava pra ir fazendo nos dias conforme ia surgindo, mas as vezes o dia tá corrido e não dá tempo, e aí eu ficava frustrada. o que vou testar: fazer os meses com antecedência.
    o bom é isso, poder ver e ir adaptando o que funciona pra gente!

    teu blog é amor, já falei isso? ♥

    1. Maki respondeu Su

      isso, Su! na real, não tem certo nem errado, tem o que se adapta melhor a você! às fazer, fazer algumas semanas com antecedência funciona muito bem, né? depende muito do que você precisa e de como é a sua rotina!

deixe seu comentário