diário #89 – os 12 reais mais bonitinhos que eu já vi

12 reais

tava conversando com a Duds, a Celle e a Babee outro dia sobre essa coisa de transformar blog / canal de Youtube em um trabalho ‘de verdade‘. eu sempre achei muito maluco como isso acontece e, confesso, até meio mágico. aproveitei a deixa para ver a minha página de afiliados da Amazon: tenho o perfil para usar os links quando falar de algum livro ou produto que ache legal aqui no blog e ganhar uns trocadinhos. não esperava nada quando abri o meu perfil.

o susto veio quando eu vi o saldo: R$ 12,13. cinco produtos vendidos. soltei um berro (real). COMO ASSIM eu fiz 12 reais num site de afiliados? o motivo era o post sobre o livro da Shonda Rhimes (essa maravilhosa), e tudo ficou bem real para mim. eu escrevi uma coisa sobre um livro que amei, as pessoas gostaram e quiserem comprar o livro também. e clicaram no link que eu coloquei lá. e compraram alguma coisa (que eu espero que seja o livro da Shonda, porque você merece essa maravilhosidade na sua vida). CINCO LIVROS. 12 REAIS. eu ganhei 12 reais. graças à você que me lê. você confiou em mim o suficiente pra clicar num link que eu coloquei no blog. e comprar um negócio que eu falei que era legal. isso não é a coisa mais incrível que você já leu na vida?

fui automaticamente transportada para o dia que escrevi sobre o texto da Sarah Cooper e quando eu percebi que não me levo a sério o suficiente. eu fiquei bem incrédula no quanto as pessoas (CINCO PESSOAS!) confiam em mim e no que eu escrevo, e no quanto isso é legal e, hey!, como isso pode se tornar uma coisa divertida que me ajuda a pagar umas contas de vez em quando.

eu criei um negócio da minha cabeça, escrevi com o meu coração e vocês gostaram. e isso teve uma resposta, teve uma reação, teve um retorno. dessa vez foi no formato de 12 reais. muitas vezes, vem na forma de um e-mail carinhoso ou de uma mensagem no Instagram (e ambos eu vivo esquecendo de responder, tsc tsc). a gratidão aparece de jeitos que a nunca consegue imaginar.

isso me mostrou também outra coisa: é muito poderoso essa coisa de escrever pra internet. a gente acha que ninguém lê a gente, que os blogs estão ‘morrendo’ e que ninguém se importa. mas as pessoas prestam atenção, e se elas confiam em você, elas vão seguir o caminho que você indicar.

no fim, acho que tudo isso diz respeito à confiança mesmo. é muito maluco pensar que você pode nunca ter me visto na vida, mas confia no que eu falo. ao mesmo tempo eu digo com toda certeza do mundo: pode confiar, porque eu sei muito bem pra onde estou indo. e, se você quiser, pode vir junto. às vezes, a nossa caminhada dura um post só. às vezes é só do tamanho de um tuíte, outra de um livro que você comprou porque eu indiquei. mas eu percebi que o meu caminho não muda, eu vou sempre andar em direção a um lugar que deixe a gente com o coração quentinho e em paz.

essa virou a minha régua. aqui eu tô mais perto ou mais distante do coração quentinho? distante, então vamos voltar e tentar de novo. e agora? tô mais perto, yes! e agora? ixi, tô em dúvida, vou tentar aqui e se não der eu volto. ou sigo em frente. é tipo um jogo de ‘quente ou frio‘. no fim, eu tô fazendo exatamente o que o Neil Gaiman (esse maravilhoso) falou no discurso mais incrível que eu já ouvi na vida.

Algo que funcionou para mim foi imaginar que o lugar aonde eu gostaria de chegar […] era uma montanha. […] E eu sabia que, contanto que continuasse caminhando na direção da montanha, ficaria bem. Quando eu não tinha certeza nenhuma do que fazer, parava e ponderava se aquele caminho me aproximaria ou me afastaria da montanha. – Neil Gaiman

então vamos juntos, sabe? vamos em busca desse lugar feliz. pode ser que um dia você me dê 12 reais por um texto meu. pode ser que me mande um e-mail que me faça chorar (acontece mais vezes do que gostaria de admitir), pode ser que a gente se abrace depois de se trombar na rua sem querer. pode ser que o blog vire meu trabalho e passe a pagar todas as minhas contas. pode ser que ele continue um hobby. pode ser muitas coisas. mas a única certeza que eu tenho é que você pode confiar em mim. eu sei pra onde tô indo. e, começando a me levar mais a sério, eu sei que posso te levar junto comigo também.

 

RELATED POSTS

8 Comments

  1. Responder

    Clara Rocha

    julho 17, 2017

    ahhhhhhhhh que coisa linda Maki. De verdade, fico muito feliz por você. E espero sim que esse hobby vire sua forma de trabalho. ♥

    • Responder

      Maki

      julho 19, 2017

      amém, miga ♥ tô muito feliz!

  2. Responder

    Patricia

    julho 14, 2017

    Lindeza. Muitas vezes você já deixou meu coração quentinho, ainda que eu não tenha vindo aqui te contar. Eu sempre vou confiar em você, te seguir e te levar a sério. =D

    • Responder

      Maki

      julho 14, 2017

      fofinha ♥ muito obrigada!

  3. Responder

    Ingrid Marc

    julho 12, 2017

    Fiquei feliz por você também pelos 12 reaizinhos, parece tão pouco, mas quando tem um significado desse pra gente é como se fosse um milhão, não é? Eu gosto muito do seu blog e tô sempre por aqui hihihi realmente foi algo que você construiu aqui que trouxe essa confiança e não para mesmo que eu to te seguindo hahah!

    • Responder

      Maki

      julho 12, 2017

      ahahah fofinha! brigada, Ingrid! ♥

  4. Responder

    Chell

    julho 11, 2017

    É tão gostoso ver que nosso trabalho segue influenciando as pessoas né? Porque foi isso que você fez, influenciou =D
    Delícia mesmo. E continuamos ai nesse marzão de blogs pra ver se chegamos em algum lugar =D

    • Responder

      Maki

      julho 12, 2017

      totalmente! eu nunca espera, foi muito legal como fazer as coisas com carinho dá resultado!

LEAVE A COMMENT