Home Office: caso de amor ou ódio?

Há duas semanas eu tive uma mudança bem grande de vida e agora trabalho de casa. Confesso que, como muitos, fantasiei bastante sobre como seria essa experiência, mas a realidade é um pouquinho diferente do que eu tinha imaginado.

Trabalhar de casa tem sido ótimo, não me entendam mal. Fazer o meu próprio horário, trabalhar quando eu me sentir mais disposta, saber usar o tempo livre ao meu favor são coisas que eu seu sempre quis, mas, verdade, também tem os seus ônus.

home-office-1

Por isso, pensando sobre essas dificuldades e facilidades, fiz uma listinha com seis coisas que percebi sobre a vida de quem trabalha no sistema home office:

dificuldades-home-office

Com certeza todo mundo já pensou nisso. Eu, nesse exato momento, escrevo esse post com o meu pijama de ratinhos colorido e as minhas meias listradas, enrolada no meu cobertor preferido. Sim, é muito difícil tirar o pijama quando se trabalha em casa, ainda mais quando você sabe que não tem nenhum compromisso durante o dia que exija que você use roupas de ‘gente grande‘ (porque, , pra ir até a padaria nem o pijama eu tiro!).

dificuldades-home-office-2Eu sempre funcionei muito melhor de manhã do que à tarde/noite, porém, confesso que nessas duas primeiras semanas, ainda não consegui acordar todos os dias no mesmo horário. Eu quero acordar sempre às 8h porque acho um horário bem digno, nem muito cedo, nem muito tarde, ir para a academia e, depois, seguir como meu dia. Até tenho feito ginastica logo depois que acordo, mas o horário variou muito. O costume de ouvir o despertador e virar pro outro lado ainda é grande! (e hoje, nem na academia eu fui, a preguiça e a minha gripe falaram mais alto! Mas tudo bem, eu chego lá!)

dificuldades-home-office-3Eu achei que ficar em casa o dia todo me distrairia muito, a questão de ter a minha cama tão perto, acesso irrestrito ao Netflix, filmes, livros revistas, a própria internet… Mas não! Quando eu sento para trabalhar eu, realmente, sento para trabalhar, e o trabalho rende muito mais e eu me sinto bem mais focada. Talvez seja a falta de pessoas no mesmo ambiente, eu me fecho mesmo para fazer o que preciso, que ajude nesse aspecto.

dificuldades-home-office-4Porém, apesar do trabalho render bem, a minha vontade de dizer ‘depois eu faço‘ para tudo cresceu HORRORES! Acho que é um dos problemas de ter muito tempo livre nas mãos, você acha que vai ter como fazer o que precisa a qualquer hora então, sempre acaba ficando para depois…

dificuldades-home-office-5Como era de se esperar, o tempo livre às vezes me ‘incomoda‘ e eu sinto aquele tédio sem fim, do tipo ‘o que eu faço agora?‘. De verdade, sentir um pouco de tédio é até bom (quem já ouviu falar de tédio criativo?), mas com certeza é algo com o qual eu preciso me adaptar e saber como lidar ainda. Quero tentar ao máximo converter esse tempo em trabalho no blog!

dificuldades-home-office-6Coisa que eu ainda não tenho. Também conhecido como comprometimento, eu preciso estabelecer uma rotina e segui-la à risca, porque percebi que até mesmo a minha alimentação fica totalmente fora de ordem se eu não me organizo. Eu acordo tarde, como uma fruta depois da academia, vou almoçar super tarde ou pulo o almoço e assim vai. Não dá, ? Fora que estabelecer horários para fazer tudo – inclusive para trabalhar nos projetos que tenho – é uma forma de não deixá-los para depois e não afetar a minha carreira.

Vocês já passaram por essa experiência? O que vocês fizeram para se adaptar? Decidi que a partir de segunda-feira vou seguir um esqueminha bem rígido para ver se consigo lidar melhor, mas confesso que, mesmo com as dificuldades, estou gostando muito de trabalhar de casa!

6 comentários

  1. Olá. Nen sei se minha pergunta se encaixa aqui, mas vamos lá. Sou mãe de um menino de um ano recém completado que morre de desespero só de imaginar deixa-lo em uma creche ou algo assim. Queria muito começar a trabalhar em casa. Eu sei fazer doces, diversos bordados, além de ser ótima revisadora e professora particular. O que me sugere? Preciso muito começar um trampo home office pra poder continuar cuidando do pequeno. Desde já agradeço.

    1. Maki respondeu Lary Zorzenone

      Oi, Lary, tudo bom?
      Olha, realmente, é difícil eu sugerir alguma atividade para você fazer nesse esquema. Trabalho home office porque a minha profissão permite e eu me adapto muito bem à esse sistema. O que você precisa pensar é o que será mais útil para você e para os outro. Mais otimizado, entende? Você já tem uma profissão? Teria como adaptá-la para o sistema home office? É esse questionamento que você tem que se fazer. Se você é ótima revisadora, então é interessante buscar trabalhos nessa área, entende? Tente trabalhar com o que você já tem!
      Espero ter ajudado!

  2. acho que homeoffice é uma das maiores provas de disciplina, HAHA. nossa, sofro horrores pra me organizar e caio muito na procrastinação. já esse lance de horário, de acordar cedo, tô levando a sério. só tá complicado estabelecer metas do dia com horários e cumprir sem falta. no meu caso o peso tá sendo com os estudos que tô precisando seguir na mesma linha de um homeoffice e caramba, não é fácil.

    ps. ir de pijama na padaria ♥ melhor coisa

    1. Maki respondeu BA MORETTI

      AI SIM! Eu caio demais na procrastinação. A minha manhã eu tô conseguindo seguir direitinho (acordar cedo, academia, trabalho), mas passa o meio dia e eu sou uma DESGRAÇA!

      (e, sim, pijama na padaria: melhor coisa)

  3. Amiga, concordo com tudo que você disse. É preciso muita disciplina para conseguir manter as coisas da maneira correta. É a minha maior dificuldade, confesso.
    o melhor de trabalhar em casa, pra mim, é, com certeza, não perder praticamente quatro horas do meu dia no trânsito. <3

    1. Maki respondeu Ka Lopes

      Ai, amiga, não perder tempo no trânsito é uma bênção! Pois é, é a minha dificuldade também, até sentei hoje pra escrever uma rotina bem rígida pra ver se me ajuda!

deixe seu comentário