Diário #03

Tenho pensado muito sobre confiança ultimamente. Vi ontem um post muito bacana no Fashionismo explicando que a Kim Kardashian, apesar de ser quem é e de ninguém saber exatamente (ainda!) o que ela faz da vida, é um exemplo de confiança.

Isso é verdade. Falem mal, mas falem dela, e sempre – sempre – tem alguém falando de Kim Kardashian. Ela usa vestidos que podem ser considerados justos demais, outros que não ‘valorizam o seu corpo‘ (o que quer que isso signifique), pode engordar demais durante a gravidez e ter um quadril bem mais largo que a cinturinha de pilão. Eu me identifico com a Kim, me vejo representada ali, naquele biotipo e nos erros e acertos da moda.

kim-kardashian

E, mesmo com tudo isso, Kim mantém a pose, o nariz para cima e a confiança intacta. Verdade, às vezes ela pode chorar, mostrar sinais de fraqueza, de dúvida sobre si mesma. Mas até aí… Quem nunca passou por isso?

O que eu posso dizer, com toda certeza do mundo é que são pouquíssimas as pessoas que estiveram do outro lado da moeda, que sentiram uma confiança tão inabalável como ela sente, diariamente. Eu sou uma dessas.

Dizem que a confiança é a característica mais importante que uma pessoa precisa ter. Sabe, aquela coisa de amor-próprio mesmo? Eu acredito que nunca me senti verdadeiramente confiante. Uma pessoa segura de si, que saiba exatamente o que quer e que tem a força de vontade necessária para ir atrás disso. Eu sempre me senti… Pequena.

Com o tempo, claro, as coisas mudam um pouco e você aprende mais sobre como é importante, de verdade, amar a si mesma e, principalmente, acreditar na própria capacidade.  Confesso que é um dos aprendizados mais difíceis pelo qual tenho passado. Mas é necessário.

É também um exercício diário. Se Kim Kardashian faz isso ou não, eu não sei, mas aprendi um mantra que tem me ajudado a pouco a pouco, deixar de duvidar da minha competência e, consequentemente, ajudar com a minha confiança: ‘eu tenho o poder de mover o mundo ao meu redor‘.

Enquanto não chego lá (onde quer que seja), caminho seguindo exemplos como o da Kim, que posa completamente nua para a capa de uma revista e – quase literalmente – quebra a internet.

1 comentário

  1. - Diário #04 | Desancorando

deixe seu comentário